Pazo San Mauro

A adega Pazo San Mauro, localizada no D.O. Rias Baixas, na Espanha, foi adquirida em 2003 pelo Marquês de Vargas Family Wines & Estates de Rioja. Desde então, os novos proprietários têm investido fortemente tanto na restauração de seus magníficos edifícios e na construção de uma nova adega como nas tecnologias mais avançadas para a melhor produção de vinho. A vinícola produz dois vinhos brancos da uva Albariño e todas as uvas são cultivadas em vinhedos próprios.

O Pazo - casa característica da região rural espanhola da Galícia - que tem vista para a propriedade, situa-se na freguesia de San Pablo de Porto, parte da cidade de Salvaterra do Miño. Construído em 1591, alguns anos depois da capela, que foi construída em 1582 em honra de San Mauro, ou San Amaro, a antiga casa foi a principal morada de Pereira do Castro, um descendente de D. Sancho I de Portugal.

Na capela se encontram, até hoje, dois brasões imponentes que atestam a história da nobre família e que provam que o cultivo de vinhas sempre esteve intimamente ligado à história do Pazo. Os restos de um lagar antigo ainda podem ser vistos no edifício, atestando que o vinho já estava sendo feito ali desde o século 16. Porém, a primeira bodega moderna foi construída em 1988, quando Pazo San Mauro foi formalmente estabelecida.

Graças a um terroir muito especial, mais frio do que a média da região, os vinhos da bodega são incrivelmente frescos e cativantes, bastante complexos. Nada menos que 92% da disputada produção é consumida dentro da Espanha, onde o produtor é uma das grandes referências da uva Albariño. O delicioso Sanamaro, elaborado com Albariño e 5% de Loureiro, foi eleito um dos melhores vinhos da Espanha na edição de 2008 da “Viños de España” e mereceu 90 pontos de Robert Parker na safra de 2005, sendo “maduro e longuíssimo”.

Outro grande achado da região de Rías Baixas é o surpreendente Albariño Pazo de San Mauro, que recebeu 45 estrelas do Guía Peñin por sua ótima relação entre qualidade e preço, descrito como sedoso, frutado e saboroso, com boa acidez. Já Robert Parker, conferiu ao branco 90 pontos uma ótima nota nos padrões do jornalista para um vinho delicado destacando o intenso sabor e equilíbrio do branco.