Parcele em até 6x Sem Juros. Parcela mínima de 99 reais.

    • Você sabia que a qualidade de um vinho depende de todo o caminho que ele fez até chegar na sua taça? Não adiantaria nada escolhermos os melhores rótulos, dos produtores mais renomados do mundo, se nós não estivessemos atentos a todos os detalhes. O nosso objetivo é sempre garantir que você deguste o vinho com a excelência desejada por quem o produziu.

      Você vai entender por quê a Mistral é a importadora dos melhores vinhos.

      Importação direta do produtor

      O bom vinho é uma bebida “viva”, que sofre com a luz, vibração e, principalmente, variação de temperatura. Para o vinho, o caminho mais curto, em containers refrigerados, é o melhor. É por isso que quem entende de vinhos evita comprar garrafas em leilões. Sem saber por onde o vinho “andou”, não dá para saber se todas suas qualidades estão preservadas. Comprando na Mistral, você tem a garantia que o vinho saiu direto da vinícola que o produziu para o nosso centro de distribuição, sempre viajando em “primeira classe”, com todas as condições ideais para que chegue na sua casa com todas suas qualidades originais. Talvez você não saiba, mas os vinhos contrabandeados percorrem um longo (e quente) caminho para escapar das autoridades. Os vinhos vêm chacoalhando no calor por milhares de quilômetros. Alguns vinhos do Velho Mundo muitas vezes passam por 3 países ou mais antes de chegarem no Brasil. O pior para quem compra é que muitos destes vinhos não parecem estar estragados quando são abertos, mas nunca mostram toda a qualidade de uma garrafa importada direto do produtor. Com os passar dos anos, as diferenças ficam cada vez maiores maiores. No final das contas, comprando por R$100 um vinho que custa R$200, você acaba levando para casa um vinho de R$50. Além de receber um vinho de qualidade inferior, você acaba ajudando a financiar o crime organizado.

      Comprando na Mistral, você tem a garantia que o vinho saiu direto da vinícola que o produziu para o nosso centro de distribuição, sempre viajando em “primeira classe”
      Você sabia que uma garrafa de vinho exposta a temperaturas elevadas pode estragar em menos de uma hora?

      Transporte em condições ideais

      Você sabia que uma garrafa de vinho exposta a temperaturas elevadas pode estragar em menos de uma hora? Outra coisa que nem todo mundo que gosta de vinho sabe, é que a trepidação é uma das maiores inimigas do vinho.

      Os vinhos contrabandeados sempre viajam em condições precárias: escondidos no meio de cargas, em porta-malas de carros de passeio e até mesmo em canoas. Além da falta de higiene, os vinhos precisam percorrer milhares de quilômetros no calor e chacoalhando nas estradas antes de chegar nas mãos do receptador. A maioria do vinhos “resiste” à tortuosa viagem, mas chegam sem boa parte de suas características originais. Um vinho especial sai da vinícola com todas suas qualidades, mas chega na casa de quem compra como se fosse um vinho muito mais simples. Além disso, estes vinhos envelhecem ainda pior.

      Os vinhos originais, comprados dos importadores oficiais, são sempre transportados em containers com condições perfeitas para o transporte, com proteção térmica e devidamente embalados, chegando em perfeitas condições na casa de quem compra. O vinho original também preserva toda a capacidade de envelhecimento de quando saiu da vinícola, garantindo que o vinho possa mostrar todas as qualidades que deveria. É uma diferença imensa.

      Armazenagem climatizada

      Para manter todas as suas qualidades, é fundamental que o vinho seja armazenado em um depósito com controle de temperatura. Em um armazém, a temperatura varia muito mais que, por exemplo, um armário dentro de casa porque o isolamento térmico é muito menos eficiente. Em um dia de calor, é comum que as temperaturas fiquem acima de 30C em um galpão comum. Basta que o vinho fique algumas horas nesta temperatura para que perca boa parte de suas nuances e complexidade. Se houver uma variação grande de temperatura – o que sempre acontece em depósitos normais – o prejuízo para o vinho é ainda maior.

      Imagine então como devem ser as condições de armazenagem de vinhos contrabandeados, que precisam ficar escondidos! Mesmo que o vinho pareça estar bom, as diferenças podem ser facilmente percebidas se compararmos a um vinho guardado de maneira profissional em um depósito climatizado. Quanto mais tempo este tipo de vinho fica na sua adega, mais as diferenças ficam evidentes.

      Você compraria e serviria para seus amigos trufas frescas caríssimas, que ficaram guardadas escondidas no cesto de roupa suja? Com vinhos mal armazenados, o resultado é parecido.

      Você compraria e serviria para seus amigos trufas frescas caríssimas, que ficaram guardadas escondidas no cesto de roupa suja?
      Além da garantia de receber os vinhos que foram comprados, a Mistral usa transportadoras especializadas no transporte de vinhos, para que cheguem em perfeitas condições.

      Entrega confiável

      Um dos maiores riscos de comprar vinhos contrabandeados é nunca receber os vinhos que comprou. A apreensão de vinhos trazidos ilegalmente para o Brasil é cada vez mais comum. O resultado é que vinhos “encomendados” de criminosos muitas vezes não chegam até o destino. Em alguns casos, demoram meses até chegar à casa de quem comprou. É uma economia que custa muito caro para o consumidor que não tem a quem recorrer.

      A Mistral tem um histórico invejável de entregas rápidas e confiáveis. As compras podem ser rastreadas por nossos vendedores e fazemos sempre o caminho mais curto e seguro entre nosso centro de distribuição e a casa do cliente. Além da garantia de receber os vinhos que foram comprados, a Mistral usa transportadoras especializadas no transporte de vinhos, para que cheguem em perfeitas condições.

      Tributação

      Os vinhos são caros no Brasil por causa da imensa carga tributária. Levantamentos de 2013 das revistas Exame e Prazeres da Mesa – anteriores ao aumento de um dos impostos , o IPI – concluíram que os impostos são a grande maioria do preço de um vinho, sobrando um pequeno percentual para cobrir o custo do vinho, transporte, comissões e custos administrativos e o lucro de quem vende. No caso dos vinhos do Mercosul, os impostos caem para R$64, mas ainda assim é uma carga tributária imensa. Infelizmente a carga tributária pesada não é exclusiva para os vinhos, sendo pesada no Brasil em praticamente todos os setores da economia.

      Os vinhos contrabandeados são vendidos mais baratos porque não recolhem nenhum imposto. Por outro lado, o lucro obtido pelos criminosos é altíssimo, mesmo vendendo os vinhos por preços mais baixos. Estes lucros são usados para financiar o crime organizado – compra de armas, tráfico de drogas, etc – além de alavancar um negócio que coloca no mercado vinhos de qualidade claramente inferior aos vinhos originais, trazidos legalmente. A alta carga tributária que você paga ao comprar vinhos, por sua vez, está disponível para ser investida nos municípios, estados e país. É um retorno muito melhor do que financiar criminosos. Lembre-se disso da próxima vez que vir um vinho que não seja original e importado legalmente.

      Os vinhos são caros no Brasil por causa da imensa carga tributária - os impostos são a grande maioria do preço de um vinho.

      Dicas e iniciativas