Porto

Um dos mais tradicionais e célebres vinhos do mundo, o Vinho do Porto é fortificado, sendo elaborado com adição de aguardente vínica no mosto no momento da fermentação, processo este que resulta em um vinho doce e de graduação alcóolica elevada, geralmente em torno de 20%.

O Vinho do Porto foi criado no século XVII por negociantes ingleses na época da proibição da importação de vinhos franceses para a Inglaterra. Os ingleses então procuraram alternativas viáveis e acessíveis para aquisição de bons vinhos, sendo Portugal o país escolhido pelo bom relacionamento que sempre manteve com a Inglaterra. Os vinhos da região do Douro pareciam ótimas opções para os negociantes por possuirem caráter rico e potente, entretanto, os inglesses tinham receio que os vinhos não chegassem em boas condições na Inglaterra, motivando-os a adicionar aguardente as bebidas para que elas ficassem estabilizadas.

Passado algum tempo, os viajantes encontraram um monastério onde a aguardente vínica era adicionada ao mosto que ainda estava no processo de fermentação, resultando em um vinho doce e encorpado, que acabou caindo no gosto do consumidor inglês. Quando o comércio com a França foi reestabelecido, a produção de Vinho do Porto já estava consolidada.

As vinhas velhas do Douro, área de cultivo portuguesa conhecida por originar excelentes vinhos, incluindo o Vinho do Porto, possuem dezenas de uvas misturadas plantadas, sendo as de maior importância e notoriedade as cepas Tinta Roriz (Tempranillo), Touriga Nacional e Touriga Franca. A família Symington do Porto Graham’s deu início a um novo estudo com 53 castas diferentes para avaliar o grau de potencialidade de cada uma na região.

Sendo fortificado enquanto ainda passa pelo processo de fermentação, é preciso realizar uma extração muito mais rápida do que a presente em uma vinificação normal para que o Vinho do Porto obtenha cor e concentração. Depois de ser fortificado com aguardente vínica, o vinho é maturado em barris de carvalho.

Dependendo do tempo que o vinho estagia, a classificação pode variar. Se estagiar por dois ou três anos, o Vinho do Porto é chamado de Ruby, enquanto os que passam maior tempo nesse processo, são vendidos como Tawny. Uma característica bastante interessante dessa variação de vinho é a sua coloração, que pode variar de acordo com o seu tempo de contato com a madeira, sendo os mais velhos, os mais claros.

Os mais prestigiados Vinhos do Porto são os grandiosos Vintage, elaborado com uvas de uma mesma safra, envelhecido por dois a três anos em madeira e engarrafados. 

26 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por