Andrea Costanti

Historicamente, a família Costanti esteve envolvida na formação da República de Siena em 1555 e, a partir deste ponto, tornou-se uma presença-chave na área de Montalcino, na Itália. A família ganhou destaque no século XIX quando Tito Costanti foi um dos primeiros produtores de Montalcino a fazer vinhos com o nome de “Brunello”.

Tito apresentou dois vinhos Brunello di Montalcino na Exposição da Província de Siena em 1870, oferecendo um vinho de cinco anos chamado Brunello, bem como outro vinho Brunello produzido em 1869. Hoje, a responsabilidade de vinificação em Conti Costanti é de Andrea Costanti, que assumiu o negócio familiar em 1983.

Andrea Costanti atingiu a perfeição em Brunello di Montalcino, também com cotação máxima de Robert Parker. Seu Brunello é extremamente fino e elegante, muito classudo, enquanto o Rosso é deliciosamente fresco e saboroso, uma delícia. O Vermiglio fica em um meio termo entre os dois. O ótimo Ardingo Calbello, recém-lançado, é um corte de 75% da casta Merlot e 25% da uva Cabernet Sauvignon, também muito rico, intenso e concentrado.

A propriedade abrange cerca de 25 hectares de terra, com 12 hectares destinados ao cultivo das vinhas e mais 4 hectares de oliveiras. A maioria das vinhas são plantadas com a Sangiovese, com videiras de idades que variam entre 6 e 25 anos. Estas vinhas foram suplementadas com uma pequena parcela de 3 hectares de Merlot e Cabernet Sauvignon. As uvas são tipicamente colhidas no início de outubro e fermentadas em suas cascas, em cubas de aço inoxidável por, aproximadamente, duas a três semanas, dependendo da safra.

O Brunello di Montalcino e Brunello di Montalcino Riserva DOCG são envelhecidos por 18 meses em tonéis e mais 18 meses em barris de carvalho eslavo. Os vinhos Brunello di Montalcino são envelhecidos também em garrafa por mais 12 meses. Os Brunello Riserva são feitos apenas nos melhores anos da safra e projetados para ter uma vida muito longa.

4 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por