Domaine Pierre Gelin

Simplesmente o melhor domaine de Fixin na opinião de Clive Coates, Pierre Gelin é o grande nome desta região vizinha a Gevrey-Chambertin que costuma oferecer uma ótima relação entre qualidade e preço.

A propriedade foi criada em 1925 por Pierre Gelin e, desde então, é passada de geração para geração. O método de cultivo das vinhas é totalmente sustentável, a fim de que tudo seja respeitado. A vinificação segue os padrões tradicionais, mas adapta-se para elevar continuamente a qualidade dos vinhos.

O mais emblemático vinho da propriedade é o “monopole” (vinhedo inteiramente pertencente ao produtor) Clos Napoleón, elaborado com uvas de um único vinhedo plantado na década de 50 e totalmente recuperado por Pierre Gelin. Carnudo e terroso, o vinho é classificado como “outstanding” pela Burghound, que aponta o vinho tinto como um dos vinhos da Borgonha que “merecem ser procurados”. O vinhedo recebeu seu nome há mais de 160 anos, quando um aristocrata que havia lutado junto com Napoleão quis homenagear o imperador.

O grandioso Chambertin-Clos de Bèze é elaborado com uvas de duas minúsculas parcelas que totalizam 0,65 hectares, incluindo um lote de vinhedos centenários — uma verdadeira raridade. O Fixin de base foi apontado com “surpreendentemente bom” e “delicioso” pela Burghound, que indica o Domaine como uma elegante descoberta para quem não aprecia o toque de rusticidade encontrado nos exemplos mais comerciais desta denominação.

Pierre Gelin adotou a maceração a frio para a elaboração de seus vinhos, o que deixa os taninos incrivelmente sedosos, mas, sem perder a profundidade de fruta. Entre os robustos Gevrey-Chambertin, o Clos Prieur de Pierre Gelin é produzido com a porção “Premier Cru” deste vinhedo, enquanto o Clos Meixvelle é um outro “monopole” de Pierre Gelin, de qualidade que rivaliza com muitos 1er Crus. O Aligoté, por sua vez, é fresco e aromático – uma das melhores escolhas para acompanhar pratos que contenham escargot.

6 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por