Santa Barbara

Há três gerações, a família Giorgiani se dedica à esta prestigiada propriedade do Salento, no extremo sul da região da Puglia. São grandes conhecedores das vinhas e de seus frutos, bem como apaixonados por aquilo que fazem, ao ponto de reverem seus vinhos a cada década a fim de melhora-los cada vez mais. E o fazem religiosamente por respeito às tradições, sem nenhuma concessão quando se trata da contínua evolução de sabor e qualidade.

Atualmente, é na própria Cantine Santa Barbara que o pai de Pietro Giorgiani, presidente e enólogo da propriedade, seleciona e vinifica uma casta especial jamais esquecida pelos habitantes da região: a amada Susumaniello, uva rara e tinta pouco conhecida, que cresce exclusivamente na área de Salice Salento, em um pequeno número de vinhas ao redor de Brindisi.

As uvas Susumaniello são usadas para fazer vinhos tintos e rosados - algumas vezes são vinificadas sozinhas, mas, frequentemente são combinadas com outra variedade, a uva Negroamaro. O vinho Susumaniello, tinto clássico, possui coloração rubi intensa e aromas de frutas vermelhas e ameixas. Exemplares mais encorpados, trazem amoras concentradas, fragrâncias apimentadas e sabores de chocolate escuro.

Quem faz questão de celebrar o vinho e as tradições milenares de Salento – que tem seus vinhos disputados desde a época das invasões gregas – é quase uma obrigação investir na cultura do vinho. Por esta e outras razões óbvias, a cantina Santa Barbara abriga também a sede da Fondazione Museo Enologico “Ercole Giorgiani”, um polo cultural presidido por Pietro Giorgiani, sempre apoiado pelas filhas Maria Rosaria e Marcella.

Um outro vinho que representa toda esta tradição é o Salento Primitivo Santa Barbara 2011. Elaborado com a casta Primitivo, a mesma que a uva Zinfandel da Califórnia. Este saboroso tinto é o reflexo destas três gerações e da terra na qual trabalham. Apresenta uma coloração rubi intensa, notas de frutas silvestres e taninos macios. Um vinho equilibrado e fácil de gostar.