Arvine

A uva Arvine é uma variedade branca amplamente cultivada na região suíça de Valais e na província italiana que faz fronteira com ela, Valle d’Aosta. Embora os dois países digam ser a terra natal dessa variedade, sua origem exata é desconhecida. Acredita-se que ela tenha se originado em Valais, onde é cultivada há mais de 500 anos, no entanto, alguns especialistas argumentam que ela pode ter sido trazida da Itália ou, até mesmo, da região francesa de Savoie.

Chamada também de Petite Arvine, a uva Arvine origina vinhos extremamente aromáticos e com excelente acidez, demonstrando muitas vezes suave toque mineral no palato. As vinhas da Petite Arvine brotam precocemente e têm maturação tardia. Por esse motivo, precisam de cuidados especiais para que suas uvas atinjam o ápice qualitativo sem apodrecer ou ser atacada por fungos.

Essa variedade deve ser cultivada em áreas com alta incidência solar e protegida dos ventos, para que uma maturação completa seja possível. No entanto, a Arvine possui rendimentos vigorosos, bem como dá origem a vinhos de grande qualidade.

Para alguns especialistas, os vinhos elaborados a partir da Petite Arvine encontram-se entre os melhores exemplares da Suíça. Com estilos que variam entre o seco para o doce, os vinhos Arvine são indicados para consumo ainda jovens, apresentando características únicas e marcantes.

Apesar da sua capacidade de originar vinhos de alta qualidade, a uva Arvine é cultivada somente em pequenas quantidades na Suíça e em ínfimas áreas vinícolas da Itália.

Como citado, além da sua origem, até mesmo o nome dessa variedade é disputado pelos dois países.
Os italianos dizem que Arvine é referente ao nome do caminho utilizado pelos romanos para chegar até a Suíça com antigas mudas de uvas, e os suíços dizem que o nome deriva da palavra latina venit, que significa “chegou”. O sufixo “Petite” foi adicionado à nomenclatura da casta para diferencia-la da uva Grosse Arvine, utilizada na produção de vinhos em escala comercial.