Muscat of Alexandria

A uva Muscat of Alexandria é uma variedade branca antiga utilizada tanto como uva de mesa quanto para a produção de vinhos. Apesar de sua longa história, a uva Muscat of Alexandria fica na sombra de uma casta mais tradicional, a Muscat Blanc à Petit Grains. Contudo, existe algumas regiões vinícolas que produzem vinhos Muscat of Alexandria de alta qualidade, nos estilos fortificados ou doces.

Com várias subvariedades, a família de uva Muscat é bem viajada, podendo encontrar uvas em diversos países ao redor do mundo. A Muscat de Alexandria foi uma das primeiras variedades da família e originou-se ao redor da cidade de Alexandria, na borda do rio Nilo, no Egito.

Apesar da variedade ser considerada como uma “segunda opção”, diversas regiões vinícolas produzem vinhos de alta qualidade com a Muscat of Alexandria, especialmente em Pantelleria, na Sicília; Rutherglen, na Austrália; Setubal, em Portugal; e em Málaga, na Espanha. Estas regiões produzem vinhos doces com a Muscat of Alexandria, enquanto mais abaixo de Málaga, a variedade é utilizada na elaboração dos vinhos fortificados em Jerez.

Em território francês, essa uva é utilizada apenas em um pequeno número de vinhos, principalmente, em Muscat de Rivesaltes, ao lado da casta Muscat Blanc à Petit Grains. No Chile, chamada de Moscatel de Alejandria, a variedade é amplamente cultivada e utilizada na elaboração da aguardente Pisco. A única exceção acontece na Tunísia, onde a casta dá origem a vinhos secos, tanto rosés quanto brancos.

No entanto, a popularidade dos vinhos fortificados e doces diminuiu notavelmente com o decorrer dos últimos anos, principalmente, no século passado, quando as novas técnicas de vinificação e preferência dos consumidores tem se voltado para os vinhos de mesa secos. Isto levou ao aparecimento de vinhos secos, mesmo que frescos e espumantes, da uva Muscat de Alexandria, em regiões onde é comum a produção de exemplares doces e fortificados.

3 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por