Roussanne

A uva Roussanne é uma das mais importantes castas brancas da França. Ao lado da uva Marsanne, é responsável pelos grandiosos brancos de Hermitage. A uva não é fácil de cultivar, mas sua alta qualidade fez a área plantada saltar de pouco mais de 70 hectares nos anos 1960 para mais de 1.350 hectares em 2010.

Hoje a casta Roussanne pode ser encontrada também no sul da região do Rhône, sendo um dos ingredientes de vários Châteauneuf-du-Pape blanc. Os vinhos brancos são bastante encorpados e elegantes, de grande complexidade e acidez relativamente baixa. Mesmo com pouca acidez, os melhores vinhos elaborados com a casta, como os Hermitage blanc, apresentam extrema longevidade, podendo envelhecer por décadas. Por não lidar bem com raios solares, a casta Roussanne é difícil de ser cultivada, se tornando menos popular que a uva Marsanne.

Apesar de apresentar um cultivo difícil e mais complexo, a casta Roussanne pode ser vinificada de diferentes formas. O método pode variar desde barricas pequenas até toneis de aço inoxidável, exaltando e tornando as características da uva extremamente notáveis no paladar.

A origem do nome da uva Roussane provém do amadurecimento da casta que propicia uma cor castanho avermelhada para os bagos, já que Roussane é baseado na palavra francesa roux, que significa vermelho. Tendo sido confundida por longos anos com a casta Viognier na região dos Estados Unidos, hoje a uva Roussanne é bastante cultivada nos vinhedos do país, sendo utilizada na elaboração de bons vinhos.

Os vinhos brancos elaborados com a casta Roussanne acompanham muito bem frutos do mar, além de serem ideais para serem degustados e apreciados na companhia de pratos da culinária chinesa. No entanto, a escolha mais interessante que provocará sensações de sabores interessantes, é a sopa típica francesa bouillabasse, famosa e conhecida por levar variados tipos de pescados.

Apesar de menos comum, a casta Roussanne pode ser utilizada também na elaboração de espumantes e vinhos de sobremesa. Os vinhos da uva são excelentes quando bastante longevos, podendo ser degustados após 15 anos de engarrafamento, tornando os sabores e a complexidade da casta ainda mais notáveis.