St. Laurent

A uva tinta St Laurent é encontrada com facilidade em regiões da Áustria e considerada uma uva popular em locais onde o clima é predominantemente frio, uma vez que se adapta facilmente às baixas temperaturas. Seu nome, St Laurent, está relacionado à maturação precoce que a uva apresenta. No hemisfério Norte, a cepa muda de cor e amadurece na mesma época em que se comemora o dia de São Lourenço, no mês de agosto. Tal coincidência favoreceu a nomeação da uva em homenagem ao santo.

Possuindo um crescimento vigoroso, a uva St Laurent apresenta um difícil e trabalhoso cultivo, necessitando de alguns cuidados especiais durante seu plantio, além da presença de solos profundos para maturar com excelência. Com amadurecimento precoce, o cultivo dessa variedade de uva apresenta um baixo rendimento, que pode variar de acordo com a região onde os vinhedos estão localizados.

Considerada a casta mais cultivada na República Tcheca, a uva St Laurent pode ser encontrada também nas regiões da Alsácia, França, Canadá, Nova Zelândia e em Pfalz, na Alemanha, devido ao clima frio predominante nesses locais. Esse tipo de uva ainda é pouco cultivado, estima-se que a variedade ocupa apenas 2 mil hectares dos 7 milhões de vinhedos existentes em todo o mundo. Apesar disso, a boa aceitação da St Laurent tem transformado esse cenário, e a tendência é que a área de cultivo da uva aumente de forma gradual. 

Apresentando cachos de tamanho médio, além de bagos compactos e ovais, a uva St Laurent possui coloração intensa e escura, que privilegia ótimos vinhos tintos. A pele fina dessa variedade e o período em que ocorre a colheita denotam aos vinhos fabricados a partir da St Laurent características distintas e únicas.

Em regiões que apresentam clima mais quente, onde a colheita da uva St Laurent ocorre precocemente, os vinhos adquirem poucos taninos. Em contrapartida, os rótulos produzidos com a casta que apresenta amadurecimento prolongado contam com a presença de maior tanicidade. Os vinhos que empregam esse tipo de uva em sua composição apresentam níveis elevados de acidez, sobretudo os mais jovens.