Tinto Licoroso

Os vinhos tintos licorosos são conhecidos por apresentarem quantidade significativa de açúcar, sendo essa característica proveniente única e exclusivamente das castas utilizadas na elaboração dos rótulos, tornando-se assim, diferente dos conhecidos vinhos suaves, comparados muitas vezes com os vinhos doces, já que os mesmos possuem adição de açúcar de forma não natural. Os exemplares de vinhos licorosos podem ser elaborados e produzidos de formas diferenciadas, isto é, com métodos diversos para a obtenção da quantidade necessária de açúcar para a produção de um vinho tinto licoroso de extrema qualidade.

A grande maioria dos exemplares com caráter licoroso caracterizam-se por apresentar graduação alcóolica elevada, podendo variar geralmente entre 14% e 20%. Para a elaboração de rótulos tão prestigiados são realizados métodos meticulosos e específicos, garantindo assim, o melhor resultado para os exemplares de vinhos tintos licorosos.

Os rótulos podem ser elaborados a partir de uvas que possuam maiores níveis de açúcar ou então, daquelas que completam o processo de fermentação, sendo assim, variedades com colheita tardia. Outro método que pode também ser utilizado é a adição de destilados feitos de uvas (aguardente vínica ou bagaceira), interrompendo dessa maneira, o processo de fermentação da fruta.

Talvez um dos mais conhecidos e prestigiados exemplares dessa variedade seja o Vinho do Porto. O Vinho do Porto recebe em sua elaboração a adição de destilado obtido a partir da uva, especificamente a aguardente vínica, interrompendo o processo de fermentação logo no início. Essa elaboração diferenciada, que não é encontrada na produção de muitos exemplares de vinhos tintos, é responsável por fazer com que o Vinho do Porto seja conhecido mundialmente como um rótulo possuidor de teor alcóolico elevado.

O vinho tinto licoroso proveniente da região do Douro, em Portugal, é caracterizado por ser um exemplar naturalmente doce, graças ao açúcar presente nas uvas tintas utilizadas em sua elaboração que não são totalmente convertidas em álcool.

Com presença de açúcar residual, os vinhos licorosos da variedade tinta são excelentes opções para harmonizações com sobremesas, além de serem excelentes quando acompanhados e degustados na companhia de gastronomias que possuam como característica sabores fortes e marcantes. Os rótulos combinam bem com queijos azuis, caracterizados por propiciarem ao paladar um sabor bastante forte e único.