Bombino Bianco

A uva Bombino Bianco é uma variedade amplamente cultivada em regiões do centro e sudeste da Itália. Conhecida mais pelos altos rendimentos do que pelas qualidades aromáticas que possui, a Bombino Bianco é chamada também de Pagadebit e Straccia Cambiale (literalmente: “paga-dívida” e “rasga fatura”), em referência aos generosos rendimentos que suas vinhas apresentam.

Sendo uma espécie de uva que “carrega o piano”, a Bombino Bianco é utilizada como coadjuvante na elaboração de diferentes estilos de vinho, mas nunca é a estrela principal em nenhum corte. Porém, ela ficou bem famosa durante os anos de 1960 e 1970 ao, praticamente, salvar uma infinidade de vinhos de baixa qualidade produzidos na Itália nesta época. Desde então, foram elaborados milhões de litros de vinho de mesa por ano utilizando a uva Bombino Bianco cultivadas no norte da Puglia, Lazio, Emilia-Romagna e Abruzzo.

Apesar disso, a uva Bombino Bianco não participa apenas da composição de vinhos de mesa. Quando os produtores controlam os rendimentos dessa variedade e prezam pela qualidade ao invés da quantidade, o resultado é visto em vinhos que possuem aromas sutis e excelente complexidade. Em Abruzzo, esse foco na qualidade é muito comum, mas tais vinhos não parecem ter o prestígio e a fama necessária para despontar entre os principais vinhos italianos, principalmente, quando está ao lado dos excelentes vinhos brancos elaborados com a tradicional uva Chardonnay, por exemplo.

Embora estudos comprovem que a variedade não possui relação com as variedades da família Trebbiano, em Abruzzo, a casta Bombino Bianco é conhecida também como Trebbiano d’Abruzzo. O hábito de nomear as variedades com “Trebbiano” não é incomum, entre os exemplos encontram-se as uvas Trebbiano di Lugana, Trebbiano di Toscano e Trebbiano di Soave (chamada também de Verdicchio). Existe, ainda, uma variante de pele escura da uva Bombino Bianco, cultivada quase que exclusivamente na região italiana de Puglia, em torno de Castel del Monte, conhecida como Bombino Nero.