Concord

A uva Concord ocupa um importante lugar na cultura vinícola dos Estados Unidos – antes do sucesso dos vinhos californianos durante a década de 1980, essa variedade foi responsável por introduzir os vinhos norte-americanos em um lugar de destaque privilegiado no mundo dos vinhos.

Depois disso, a uva Concord continuou como a variedade mais cultivadas nas regiões vinícolas dos Estados Unidos, e ganhou o mundo. Hoje, encontram-se também algumas plantações dessa variedade em Israel, Canadá e até mesmo no Brasil.

A Concord é uma Vitis labrusca, isto é, uma variedade vinífera nativa dos Estados Unidos, dominante na região. Fiel à sua herança, a uva Concord exibe inúmeras características marcante das variantes labrusca, tais como resistência a baixas temperaturas e aromas de frutas cristalizadas.

O nome dessa variedade é uma homenagem à cidade com o mesmo nome, que fica no estado de Massachusetts. Foi em Concord que o aprendiz de ourives, Ephraim Wales Bull, começou a plantar uvas por conta própria, no ano de 1843. O intuito dele era criar uma casta que pudesse sobreviver bem às baixas temperaturas de toda a região de New England: Connecticut, Maine, Massachusetts, New Hampshire, Rhode Island e Vermont. Sete anos e 22 mil mudas depois, Bull viu o seu esforço se transformar em uma nova variedade de uva, que acabaria atravessando fronteiras.

Foi em New York que a uva Concord ganhou ainda mais força e prestígio. Ela é utilizada até hoje na elaboração de excelentes vinhos doces, sucos e drinks, além de outros doces e sobremesas regionais, como a tradicional Concord Grape Pie e o Peanut Butter and Jelly Sandwich.

As vinhas da Concord são caracterizadas por apresentarem baixa estatura e rendimentos baixos, no entanto, a variedade é cultivada em enormes quantidades, fazendo com que o baixo rendimento raramente seja um sério problema aos viticultores. Segundo estudos, a uva Concord é descendente da uva Niagara, variedade de pele clara e também bastante cultivada nos Estados Unidos.

Tradicionalmente, os vinhos elaborados de uma forma mais “comercial” com a uva Concord são doces, mas é possível obter versões mais secas se a maturação dos frutos for feita de maneira adequada para esta finalidade.