Grechetto

A uva branca Grechetto é originária da Grécia, mas tem representatividade de cultivo na Itália, principalmente nas regiões do Lazio, Toscana e Umbria. Os vinhos aos quais a uva Grechetto dá origem manifestam aromas cítricos e de frutas tropicais, além de apresentarem elevada mineralidade.

A coloração das bebidas varia de acordo com o tempo de amadurecimento, partindo de uma tonalidade amarelo palha com reflexos esverdeados e chegando a apresentar amarelo dourado quando os vinhos passam pelo processo de amadurecimento em barris de carvalho.

Encorpados, equilibrados e com sabores macios, os melhores vinhos de corte com a uva Grechetto são aqueles que apresentam as denominações Montefalco e Orvieto. Já entre os grandes vinhos varietais produzidos com a uva Grechetto Bianco, variação da Grechetto, são os exemplares produzidos na região da Umbria IGT (Indicação Geográfica Típica). Quando o assunto é vinho de colheita tardia, os exemplares do tipo Umbria Vin Santo atendem às mais altas expectativas.

O vinho branco seco “Noe Orvieto secco 2014”, elaborado pela vinícola d’Amico, apresenta em sua composição 40% da uva Grechetto, 30% da Procanico e 30% da uva Chardonnay, todas cultivadas na região de Lazio. Ideal para acompanhar pratos que contenham peixes e frutos do mar, este vinho possui um bouquet de flores brancas e polpa de frutos brancos, manifestando ótima acidez.

Antigamente, esse tipo de uva era utilizado em pequenas proporções na elaboração de vinhos de corte, mas teve sua participação gradativamente ampliada e, hoje, muitos produtores empregam a uva Grechetto na elaboração de excelentes vinhos, até mesmo varietais.

Com baixo rendimento, a uva Grechetto possui pele grossa, responsável por exprimir aromas e sabores concentrados na uva, além de proteger os bagos da ação de fungos. As características naturais da Grechetto favorecem a colheita tardia, dando origem a vinhos com aromas de amêndoa e avelã.