Mavrodapne

A Mavrodapne é uma variedade de uva com casca escura, nativa do Peloponeso, na Grécia. É amplamente utilizada na produção de vinhos doces e fortificados, principalmente, na cidade costeira de Patras, uma das sub-regiões vinícolas do Peloponeso.

Antigamente, era comum os produtores misturarem a casta Mavrodapne com outras variedades de uva de qualidade inferior e mais produtivas, como a cepa Black Korinthiaki. No entanto, esta prática foi abandonada a fim de aumentar a qualidade dos vinhos.

Hoje, com uma abordagem mais centrada na qualidade adotada em várias regiões vinícolas da Grécia, a vinificação do Mavrodpane ocorre em barris de carvalho, expondo seus aromas marcantes de frutas e especiarias.

Além do Peloponeso, a uva Mavrodapne é cultivada em quantidades limitadas nas ilhas jônicas, especialmente, na Cephalonia. Nesta região, essa variedade é utilizada com maior frequência na produção de vinhos secos, além de ser misturada com outras castas regionais. Entre elas, encontra-se a uva Thiniatiko, um clone raro da casta Mavrodapne, encontrada apenas em pequenas áreas da ilha, responsável pela elaboração de vinhos tintos ainda mais ricos.

“Mavrodapne”, no dialeto grego, significa “louro negro”, e relaciona-se com a coloração encontrada na pele da uva. “Mavro”, em português “negros”, é um sufixo comum encontrado nos rótulos da denominação dos vinhos gregos, em variedades como Xynomavro, Mavrud e Mavro.

Nas ilhas jônicas e em regiões vinícolas do Peloponeso, a uva Mavrodapne é utilizada ao lado da casta regional Korinthiaki, a fim de produzir um excelente e fortificado vinho de sobremesa, conhecido como Mavrodapne de Patras. Além disso, encontram-se bons vinhos elaborados a partir da Mavrodapne com as uvas Agiorgitiko, Refosco e Cabernet Sauvignon.