Piedirosso

A uva Piedirosso, cultivada na região italiana de Campania, é uma variedade antiga, caracterizada pela coloração escura que apresenta. Amplamente cultivada no século XIX, após a grande praga filoxera que assolou a Europa, a Piedirosso é utilizada por diversos produtores na elaboração de vinhos corte, ao lado as uvas Aglianico e Olivella.

Os vinhos varietais produzidos a partir da uva Piedirosso são encorpados, com taninos macios, coloração rubi intensa e possuem aromas de ameixa e cereja, bem como nos melhores exemplares, os aromas encontrados comumente são os de café. Alguns vinhos Piedirosso possuem características minerais, provenientes dos solos vulcânicos onde as vinhas são cultivadas e, todos os vinhos varietais elaborados com essa variedade são rotulados sob a denominação IGT.

Apesar disso, vinhos de corte produzidos com a uva Piedirosso são mais comuns de serem encontrados. A variedade é cultivada em 10 DOCs de Campania – Taburno, Capri, Campo Flegrei, Sannio, Amalfi Coast, Ischia, Falemo del Massico, Sant’Agata dei Goti, Peninsola Sorrentina e Vesuvio.

Os blends mais conhecidos são os vinhos tintos e rosés Lacryma Christi del Vesuvio, que deve conter, no mínimo, 50% da uva Piedirosso, enquanto os 50% restantes, devem ser produzidos a partir das uvas Aglianico e Olivella. As sub-regiões vinícolas de Campi Flegrei, Ischia e Peninsola Sorrentina apresentam exigências similares na produção de bons vinhos tintos.

A Piedirosso é utilizada em vinhos de corte a fim de suavizar e adicionar maior complexidade aos exemplares elaborados apenas com a casta Aglianico, considerados bastante intensos. Essa variedade é autorizada também como um pequeno componente de mistura em mais 2 DOCGs de Campania – Aglianico del Taburno e Taurasi.

Além disso, a uva Piedirosso é utilizada, ocasionalmente, na produção dos tradicionais Vin de Paille, exemplares doces elaborados com uvas secas. Em outras regiões vinícolas, a Piedirosso é conhecida também como Palombina, Strepparossa e Pere’e Pallummo.

A palavra “piedirosso”, no dialeto italiano, significa “pé vermelho”. Esse nome foi atribuído a Piedirosso pois os galhos da vinha dessa uva possuem coloração avermelhado, remetendo a aparência de um pé de pombo. Tal semelhança explica o porquê da Piedirosso receber outros nomes como Palombina, que significa “pequeno pombo”, ou Pere’e Palummo, que significa “pé de pombo”.