Campania

Região de enorme potencial, que desponta como uma das melhores e mais cheias de personalidade da Itália. Os melhores vinhos são elaborados com a excelente uva Aglianico. O mais famoso é o potente e muito encorpado Taurasi, um vinho superlativo e complexo, que pode envelhecer muitos anos (o único DOCG da Campania). O profundo Aglianico del Taburno segue o mesmo estilo.

Os bons produtores também elaboram vinhos tintos de personalidade com uvas diversas (incluindo cortes com Aglianico) na denominação Irpinia. Dois vinhos brancos também se destacam por seu caráter único: o Greco di Tufo e o elegante Fiano di Avellino, ambos entre os melhores da Itália meridional.  

A história da vinicultura é muito forte em Campania. A região italiana era detentora de maior destaque no Império Romano, sendo responsável pela elaboração do vinho mais apreciado da época, o Opimiano.

A Campania também foi conhecida durante muito tempo como a principal produtora e fornecedora do mosto meridionale, responsável por adicionar mais corpo e cor aos vinhos que lá eram produzidos. Uma das principais dificuldades enfrentadas pela região italiana foi em 79 d.C., quando a fúria do vulcão Vesúvio devastou e acabou com as plantações de vinha da área.

Com o tempo, a região foi se reerguendo e hoje é considerada uma grande área produtora de vinhos na Itália. O prestígio que os vinhos de Campania possuem é o resultado da qualidade do clima e do solo em que as uvas são cultivadas para originá-los.

Os solos são muito férteis, além de possuírem boa profundidade e permeabilidade. Já o clima, caracteriza-se por temperaturas equilibradas, sendo os invernos não muito amenos e os verões não muito quentes. Tais características, aliadas à pouca exposição solar das uvas e às chuvas concentradas em determinadas estações, como o outono e o inverno, por exemplo, propiciam às castas elevada qualidade.

Apesar de um dos vinhos mais simbólicos da região ser o tinto Taurasi, na maior parte dos vinhedos encontram-se uvas brancas, sendo as de maior destaque as cepas Fiano, Greco, Trebbiano, Malvasia Bianca e Falanghina. A região possui em média 41 mil hectares de vinhedos e produz cerca de 200 milhões de litros de vinho anualmente.

22 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por