Schioppettino

A uva Schioppettino é uma variedade tinta, nativa da região de Friuli, nordeste da Itália. Os vinhos elaborados com essa variedade apresentam coloração escura, aromas florais e frutados e notável picância no paladar, bem como médio corpo.

A Schioppettino é utilizada com maior frequência na elaboração de vinhos tintos secos, mas dá origem também a bons vinhos espumantes – especialidade regional de Friuli. Os melhores Schioppettino são produzidos na mais importante denominação de Friuli, Orientali Colli del Friuli, responsável por delimitar a fronteia entre a Itália e Eslovênia.

Essa variedade é cultivada em torno das encostas de Preppoto e Cialla, onde os vinhos elaborados a partir da Schioppettino em Prepotto são rotulados com a denominação Friuli Colli Orientali Schioppettino di Prepotto, demonstrando a importância da uva para a região.

O cultivo da uva Schioppettino fora da Itália não é comum, no entanto, uma ínfima área vinícola da Califórnia é destinada ao plantio dessa variedade, utilizada em vinhos de corte ao lado de outras uvas regionais, ou então, utilizada na elaboração de excelentes vinhos varietais.

Durantes os séculos XIX e XX, o cultivo da uva Schioppettino sofreu uma notável queda, contudo, a partir de 1970 tal cenário sofreu drásticas mudanças, possibilitando que a variedade recuperasse o elevado prestígio e reconhecimento que possuía.

A Schioppettino não foi a única casta de Friuli a ter chego perto da extinção, a uva Pignolo e a cepa Tazzelenghe passaram por um destino similar e, atualmente, graças ao esforço de alguns produtores locais, possuem seu espaço perante o mundo do vinho.

Um dos sinônimos regionais para a Schioppettino é Ribolla Nera, pois acreditava-se que a variedade possuía algum parentesco com a tradicional uva Ribolla Gialla, no entanto, estudos e testes de DNA revelaram que tais uvas não possuem grau de familiaridade, ainda que o sinônimo continue a ser utilizado.