Calvados

Um dos destilados mais emblemáticos da França, o Calvados tem a sua elaboração feita na região da Normandia, onde o elemento principal utilizado na produção é a maçã. Grande símbolo do país e bastante apreciado pela cultura local, a bebida é considerada pelo governo francês Appellation d’Origin Controlée ou em português, Denominação de Origem Controlada. A denominação consiste em otimizar a produção do destilado, ou seja, determinar somente algumas regiões para a elaboração do Calvados, além de estabelecer regras para cada etapa do processo da fabricação da bebida.

Tal medida foi tomada pelo governo francês em meados de 1940, determinando assim, somente duas áreas de produção controlada, a “AOC Calvados” e “AOC Calvados Pays d’Auge”. Somente após alguns anos, em 1997, outra área bastante conhecida no mundo do vinho pela elaboração de algumas das melhores variedades da bebida teve o aval para fabricar o destilado, a região de “AOC Domfront”.

Apesar de bastante apreciado atualmente, o destilado Calvados possui origem bastante antiga, tendo uma de suas primeiras produções no século XVII, onde era bebido durante o café da manhã. Ao contrário dos exemplares de hoje, naquela época a graduação alcóolica das variedades eram bastante elevadas, podendo variar entre 65 e 70%. Somente após alguns anos, o Calvados, que é apreciado e degustado nos dias de hoje, foi reelaborado pelas mãos de Alfred Camut, passando a possuir a graduação alcóolica de 40%, a mesma mantida pelos produtores atuais.

Obtido a partir da Sidra, bebida leve com perlage cremosa bastante consumida na Normandia e principalmente no sul da Inglaterra, o destilado Calvados é elaborado após a colheita das maçãs, isto é, logo após a formação do mosto da fruta que fica em processo de maturação por até seis semanas. Depois de passar pelo processo de fermentação natural, a Sidra é armazenada em barris de carvalho e por lá fica até atingir um período de seis meses a um ano. Concluído o seu processo de elaboração, a Sidra passa por destilação sendo maturada em barricas de carvalho por no mínimo dois anos, originando assim, o Calvados.

A degustação da bebida pode variar de acordo com a região em que é consumida. No caso da França, área emblemática na produção do tão cultuado destilado, ela é apreciada como um estilo de conhaque, ou seja, após o término das refeições.