Boekenhoutskloof

Localizado no canto mais distante da charmosa região de Franschhoek, de origem francesa, Boekenhoutskloof foi criada em 1776 e produz alguns dos mais fantásticos e estilosos vinhos da África do Sul. O nome é inspirado em uma árvore nativa, muito valorizada por conta da fabricação de móveis com sua madeira. 

Em 1993, a fazenda foi comprada e restaurada. Um novo programa de plantio de vinha foi estabelecido e entre as novas inclusões no cultivo destacam-se a as uvas Syrah, Cabernet Sauvignon , Cabernet Franc, Grenache, Semillon e Viognier.

Para Robert Parker, a Boekenhoutskloof é a melhor produtora do país, já que concedeu sua maior nota (93 pontos) para o Boekenhoutskloof Syrah, também um dos preferidos de Jancis Robinson. Ele é um “cruzamento entre o foco e precisão dos Côte-Rôtie e o poder e profundidade dos Hermitage. 

Surpremamente elegante e altamente expressivo”. Seu Cabernet Sauvignon também é excelente, “profundo, complexo, extraordinário, lembrando um St. Julien de uma grande safra. Um dos mais finos na África do Sul”, segundo Parker. Marc Kent é o principal produtor e força motriz por trás da fazenda, cuja característica principal é a elegância na elaboração dos vinhos. Com espírito independente, Marc não tem medo de experimentar processos não convencionais, porém o seu principal compromisso é com a qualidade em todos os níveis e em todos os detalhes. 

O fino The Chocolate Block é bastante expressivo, e o nome diz tudo sobre os aromas e sabores a descobrir. Os vinhos da linha Porcupine Ridge são grandes achados e apresentam uma fantástica relação qualidade/preço, com uma finesse raramente encontrada nesta categoria. O Sauvignon Blanc e o Syrah são especialmente recomendados. 

O Cabernet Sauvignon também é excelente, cheio de complexidades e com sabor profundo, lembrando um St. Julien de uma grande safra. Um dos mais finos na África do Sul, segundo Parker.

18 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por