Vinho Verde

A região do Vinho Verde encontra-se a noroeste de Portugal, um dos países mais tradicionais quando o assunto são vinhos clássicos e de grande qualidade. Vinho Verde é a maior área vinícola do país em termos de área demarcada, e está localizada na conhecida área Entre-Douro-e-Minho, que preenche as terras entre os dois importantes rios da região.

O Vinho Verde, que carrega o nome da região, é conhecido por ser o segundo mais produzido no país, ficando atrás somente do emblemático Vinho do Porto. O nome do vinho relaciona-se à paisagem onde suas uvas são cultivadas, mas os exemplares podem ser vinhos tintos, rosés ou brancos.

A bebida é caracterizada por ser leve e fresca, podendo ser elaborada com diversos tipos de uvas. No caso dos vinhos brancos, as cepas mais utilizadas são Trajadura, Alvarinho, Loureiro e Arinto. Já nos vinhos tintos, a uva utilizada é a Vinhão e nos rosés, por sua vez, a casta Espadeiro.

Uma das características mais especiais e particulares do Vinho Verde produzido na região portuguesa é a adição de dióxido de carbono à bebida. Além disso, o cultivo das uvas é totalmente diferente, as vinhas crescem no pé de árvores e não passam por adubação ou poda durante seu período de crescimento. Outro elemento interessante é que o vinho não passa por estágio de maturação, ficando pouco tempo armazenado antes do processo de engarrafamento.

Portugal é um dos mais tradicionais países produtores de vinhos, onde foram criados vinhos clássicos, como o do Porto e o Madeira. Até alguns anos atrás, os grandes vinhos portugueses estavam limitados aos vinhos fortificados, mas hoje, Portugal vive uma verdadeira revolução vitivinícola, apresentando ao mundo produtos de classe mundial, capazes de concorrer com o melhor produzido na Europa e no Novo Mundo.

O clima quente de algumas regiões de Portugal, aliado ao terroir privilegiado e modernas técnicas de produção, têm resultado em vinhos concentrados, complexos e únicos, geralmente, exemplares que apresentam uma excelente relação qualidade e preço.

Além de castas internacionais como a uva Cabernet Sauvignon, Syrah e Chardonnay que se adaptaram muito bem ao país, Portugal conta com uma impressionante variedade de castas autóctones, incluindo algumas – como a Touriga Nacional - que já são consideradas entre as melhores do mundo para a produção de vinhos finos. Sem dúvida, é um país que produz alguns dos maiores tesouros do mundo do vinho, em uma grande variedade de estilos e preços para todos os bolsos.

A região de Vinho Verde, delimitada no início do século XX, possui clima e solo peculiares. O clima da área vinícola caracteriza-se pela influência que recebe das brisas marítimas advindas do Oceano Atlântico, tornando as temperaturas mais amenas, além de proporcionar maior incidência de chuvas. Já o solo é pouco profundo, possui a presença de granito e acidez elevada. Isso seria um problema para o cultivo de uvas, entretanto, alguns agricultores tornaram o terreno mais fértil com várias intervenções positivas ano após ano.

5 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por