Quinta da Pellada

Quinta da Pellada é atualmente o maior nome do Dão e um dos melhores produtores de Portugal, que vem recebendo uma avalanche de merecidos prêmios. Trata-se do "Produtor do Ano" para José Salvador, para quem "é o mais moderno e inovador produtor de vinhos em Portugal".

O Estágio Prolongado é considerado o melhor vinho tinto do Dão pela Revista de Vinhos. Os varietais estão sem dúvida entre os melhores do país, merecedores de inúmeros prêmios. O Quinta de Saes é "excepcionalmente rico, macio, bastante frutado, de ótima acidez e muito charmoso", na opinião de Jancis Robinson, que o escolheu como "de longe o melhor best buy".

As primeiras referências conhecidas sobre a Quinta da Pellada datam de 1570, aproximadamente. Em 1980, o engenheiro Álvaro de Castro herdou a propriedade e, dedicando-se exclusivamente a ela, restabeleceu a tradição familiar quebrada a duas gerações graças às suas referências e lembranças da juventude. Em 1989, então, produz seu primeiro vinho.

Estabelecida na região do Dão, Quinta da Pellada é enquadrada por três maciços montanhosos – Buçaco, Caramulo e Serra da Estrela – que a preservam dos ventos atlânticos e lhe atribuem condições climáticas bastante específica.

A adega é responsável por abrigar as vinícolas Quinta de Saes, com suas origens remotas (cujas referências datam 1258), e a Outeiro, uma vinha mais próxima da adega, primeiramente alugada e depois anexada à Casa da Passarela (2002) que depois originou o vinho PAPE (PA-Passarela e PE-Pellada).

As vinhas, que apresentam idades entre 3 e 65 anos, estão localizadas a uma altitude média de 550 metros. A área total da propriedade é de aproximadamente 60 hectares, onde estão plantadas, em solo de base de granito, areia e argila, as castas originárias da região: Encruzado, Cercial, Touriga Nacional, Tinta Roriz, Jaen, Alfrocheiro e Baga. Uma Vinha Velha, com mais de 30 castas diferentes, também está entre a área cultivada da produtora.

21 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por