M. Chapoutier Douro

M. Chapoutier Douro é o projeto do genial Michel Chapoutier, um dos maiores enólogos da França, para Portugal. Michel escolheu a microrregião de Pinteivera para elaborar um vinho 100% com a uva Touriga Nacional de muito caráter.

Os aromas de frutas negras e vermelhas e a mineralidade do vinho conquistaram Robert Parker que se declarou muito impressionado com a safra inaugural do tinto, "inegavelmente, é o melhor vinho português que eu já provei". A safra 2010 recebeu 92 pontos do crítico.

Determinação e humildade são as palavras que melhor descrevem Maison M. Chapoutier, uma propriedade que alimenta as suas vinhas com o maior respeito, a fim de manter o equilíbrio natural e terroir desde 1808, na região francesa do Rhône. Lá, é famosa por seus vinhos tanto no norte quanto no sul do vale, mas, em particular, pelos seus Hermitage tintos e brancos, elaborados com a uva Syrah e uma mistura de Marsanne e Roussanne, respectivamente.

Além das emblemáticas vinhas Hermitage, a Chapoutier tem vinhedos em todo o Rhône, incluindo a Costa Rôtie, Châteauneuf-du-Pape e Condrieu. Também faz vinhos regionais Côtes du Rhône, além de atuar no setor vitivinícola da Austrália (Domaine Tournon) e Alsácia.

O lema da família "Fac et Spera" - faça e espere - diz tudo. Duas palavras que resumem toda a paciência e ousadia que esta arte exige: paciência em relação à natureza, que domina; e ousadia para o produtor, que observa, escolhe e cuida. Os vinhos Chapoutier surgem como a expressão fiel desta alquimia.

Isso também significa prestar atenção em cada detalhe, ouvir a natureza, o meio ambiente, antecipar as necessidades da terra, respeitar as frutas, a uva. Em todas as vinícolas de M. Chapoutier existe uma equipe especialmente dedicada em acompanhar as colheitas. Respeitando o consumidor, seja conhecedor de vinho ou não, a Chapoutier elabora seus vinhos regionais com a mesma dedicação dada às garrafas de maior prestígio.