Isole e Olena

Isole e Olena é a vinícola considerada uma das maiores e melhores produtoras da região dos vinhos Chianti, na região italiana da Toscana. É também a vinícola reconhecida por trazer de volta, nos anos de 1970, uma qualidade superior aos Chianti e a um outro vinho local, o Cepparello.

A propriedade encontra-se dentro dos limites da denominação Chianti Classico DOCG, a algumas horas distante do sul de Firenze. Formada a partir da compra e consolidação de duas propriedades vizinhas - Isole e Olena - pela família De Marchi na década de 1950, a vinícola inicia um trabalho voltado à qualidade de seus vinhos sob a cura do enólogo Paolo de Marchi, quarta geração da família.

Em 1980, De Marchi lançou a primeira safra de Cepparello, um vinho até então excluído da denominação Chianti Classico, mas 100% Sangiovese. Em vez engarrafa-lo como um Vino da Tavola, ou vinho de mesa, este exemplar foi classificado como um dos Supertoscanos, ao lado de vinhos como Tignanello e Masseto – os três denominados como Toscana IGT em 1992.

Detentora de quatro estrelas de Hugh Johnson e a "stella" do Gambero Rosso, seu Ceparello é, hoje, um dos vinhos mais famosos da região, e relacionado entre os melhores vinhos da Itália pela Wine Spectator. Seus Collezione de Marchi, que exploram o potencial máximo de cada casta, são raros e disputados. O Cabernet, por exemplo, ficou em primeiro lugar entre os 78 melhores Supertoscanos, no painel da Decanter, sendo o único a receber as máximas 5 estrelas. Seu Chianti Classico também é ótimo e muito elegante.

Isole e Olena elabora com maestria vários outros vinhos, incluindo Chianti Classico, Vin Santo e uma variedade de vinhos elaborados a partir de variedades internacionais sob o nome Collezione de Marchi, como o Cabernet Sauvignon e Chardonnay, um dos mais reputados e finos vinhos brancos da Itália. Cheio de finesse, equilíbrio e complexidade, tal exemplar é fermentado em barricas de carvalho e apresenta ótima acidez, bem como um longo final na boca.