Branco Seco

Elaborado com uvas brancas, algumas variedades podem ser utilizadas na produção de rótulos cultuados e prestigiados de vinho branco seco. A casta Sauvignon Blanc, caracterizada por denotar aos vinhos caráter frutado bastante concentrado, é bastante utilizada na produção de exemplares secos, sendo uma das de maior destaque ao lado da casta Pinot Grigio e da cepa Chardonnay.

Para a produção dos rótulos de vinho branco seco, a temperatura precisa ser corretamente controlada e observada no momento da fermentação para que os aromas presentes nas variedades sejam intensamente revelados quanto em contato com o palato. Apesar da maioria dos exemplares ser elaborada a partir de uvas brancas, há também a produção de vinho branco seco com uvas de coloração tinta, também conhecidas como “Blanc de Noir”.

Quando as uvas utilizadas na produção do rótulo branco seco forem as de coloração tinta o processo possui algumas alterações, uma que vez que é necessário retirar as cascas das Blanc de Noir no momento de contato com o mosto, inibindo assim a transferência do pigmento escuro para o vinho.

Para dar início ao processo de elaboração dos rótulos é necessário que as uvas passem por uma desengaçeira, e logo em seguida, em uma prensa horizontal. Esses processos, juntamente com a compressão suave pelo qual as uvas passam, garantem que o suco seja retirado das cepas sem que haja o esmagamento das sementes e cascas, podendo assim, retirar a parte sólida com mais facilidade.

O suco extraído das uvas passa por uma filtragem, sendo encaminhado para cubas de aço inoxidável, local onde ocorrerá a fermentação da casta. As cubas possibilitam maior controle da temperatura, graças a presença de serpentinas, que fazem com que o ar frio seja circulado, garantindo que os aromas presentes na cepa sejam preservados. Uma importante característica presente na produção de vinhos brancos é a não ocorrência de maceração, uma vez que as sementes e cascas já foram retiradas anteriormente.

Por se tratar do vinho branco seco, a fermentação ocorre até que todo o açúcar presente da uva vire álcool, evitando normalmente a fermentação malolática, uma vez que a acidez é extremamente necessária para que haja o equilíbrio com o álcool. Igualmente o tinto, o vinho branco seco pode estagiar em madeira, entretanto, o tempo é menor, evitando que o gosto revelado no palato seja excessivamente lácteo. 

715 produtos

Itens por página
Filtro
Ordenar por