Este produto é destinado a adultos

Parcele em até 6x Sem Juros. Parcela mínima de 99 reais.

    • Domaine et Maison Les Alexandrins

      Formada pela união de 3 forças do mundo do vinho: Nicolas Jaboulet, da família que originalmente era proprietária da Paul Jaboulet Aîné, Guillaume Sorrel, filho de Marc Sorrel, e Alexandre Caso, um dos maiores especialistas em terroir do norte do Rhône. A vinícola “boutique” já nasceu como um dos maiores segredos do Rhône, combinando a tradição de dois dos maiores especialistas em Hermitage e na uva Syrah, com a escolha das melhores parcelas de cada denominação. Entusiasmada com o sucesso do projeto, a Famille Perrin entrou como sócia na vinícola, alavancando o projeto e garantindo o melhor que o norte do Rhône pode produzir em seu portfólio de vinhos.  

      O estilo dos vinhos combina a tradição familiar do norte do Rhône com uma abordagem moderna e contemporânea, a pureza da fruta com identidade regional. São clássicos revisitados elaborados em terroirs especialmente selecionados por Alexandre Caso, com altíssima qualidade. O melhor do norte do Rhône: Crozes-Hermitage, Saint Joseph, Hermitage, Côte-Rôtie Cornas.

      Elaborado com a uva Syrah e uma pequena parcela de Viognier, o delicioso Le Cabanon traz um estilo cheio de notas de frutas e muito fresco, mostrando a casta Syrah em seu estado mais puro. Aromas de frutas do bosque e um toque apimentado. Este tinto fica ainda mais gostoso se servido em temperatura de adega (15ºC), sendo uma ótima opção para bebericar nos dias mais quentes.

      A aromática Viognier é matéria prima do famoso Condrieu, um dos mais celebrados brancos da França. O Le Cabanon mostra exuberantes aromas de frutas brancas e cítricas, com um toque exótico e excelente frescor. Um delicioso aperitivo – perfeito para ser servido com entradas e saladas.

      Este surpreendente Crozes-Hermitage recebeu 92 pontos da Wine Spectator na safra 2018, que elogiou o caráter “suculento e repleto de notas de fruta madura” do tinto. O vinho combina o terroir do norte da denominação, com solos de granito semelhantes aos de Hermitage, com os vinhedos do Sul para originar um vinho de grande complexidade, com notas de frutas silvestres com especiarias e um delicioso toque defumado. Um grande achado.

       

      Saint-Joseph da Maison les Alexandrins combina de maneira magistral notas de frutas azuis com mineralidade e uma bela proporção no palato. Com nada menos que 92 pontos de Jeb Dunnuck, o maior especialista em vinhos do Rhône na atualidade, é um belo achado para quem quer descobrir o que podem oferecer os vinhos do norte do Rhône e a uva Syrah.

      Condrieu é um dos mais festejados brancos de todo mundo. Incrivelmente aromático e cheio de frescor, combina notas cítricas com um leve toque floral. A Maison les Alexandrins usa uvas de 3 parcelas de excelente localização nas partes mais altas da denominação, que garantem o frescor e pureza aromática dos vinhos.

       Apontado por Thomas Jefferson com o melhor branco do mundo, o Hermitage blanc é um vinho singular: complexo, encorpado e de baixa acidez, mas com uma imensa capacidade de envelhecimento. Este soberbo branco elaborado com proporções iguais das uvas Marsanne e Roussanne recebeu 94 pontos da Wine Spectator na safra 2018. Um grande branco!

      Hermitage AOC rouge - Um dos melhores e mais reputados tintos da França, o grandioso Syrah é provavelmente a maior expressão da uva Syrah. A Maison les Alexandrins usa uvas de 3 terroirs complementares para elaborar este fantástico tinto. A parcela granítica de “Grandes Vignes” contribui para a estrutura tânica e mineralidade do vinho, enquanto o terroir repleto de pedregulhos de “Greffieux” - a base deste vinho – confere uma grande riqueza aromática ao vinho. Os solos calcários de “Muret” trazem finesse ao conjunto. Este vinho que pode envelhecer por mais de 20 anos recebeu 94 pontos de Jeb Dunnuck na safra de 2018.

      O grandioso Côte Rôtie divide com o famoso Hermitage o pódio dos melhores vinhos do norte do Rhône. A Maison les Alexandrins usa uva da porção sul de Côte Rôtie, que produzem vinhos mais delicados e perfumados que o terroir do norte da denominação. A uva Syrah é fermentada com 2% da branca Viognier para que o vinho fique mais escuro, concentrado e aromático, já que ela ajuda a extrair os pigmentos da Syrah. Um tinto maravilhoso, com grande capacidade de envelhecimento.

      Cornas é um dos grandes segredos para quem aprecia a uva Syrah. É uma denominação homogênea, com vinhedos de excepcional qualidade e, nas mãos de um bom produtor, pode originar tintos que rivalizam os cultuados vinhos de Hermitage por um preço bem mais convidativo. Este delicioso Cornas da Maison les Alexandrins é rico e complexo, com sedutoras notas de violetas.

       

      + ver mais