Arneis

A Arneis é uma variedade de uva branca proveniente de uma das mais respeitadas regiões vinícolas da Itália, o Piemonte. Ao lado de outras tantas “castas renascidas”, como a Viognier, a Arneis foi praticamente salva da extinção e hoje reconquistou seu espaço. Nos anos de 1960 poucos hectares dessa uva eram plantados e pouquíssimos produtores elaboravam vinhos com ela. Atualmente, mais de 1.500 acres da Arneis são cultivados no Piemonte e outros poucos também seguem firmes nas regiões vinícolas da Califórnia, Austrália e Nova Zelândia.

Com o decorrer dos anos, a uva Arneis tornou-se sinônimo dos exemplares produzidos em Roero (apesar dessa região produzir uma boa quantidade de Nebbiolo tinto). São vinhos brancos perfumados e florais, com aromas delicados e sabores generosos. Elaborados apenas nas encostas do rio Tanaro de Barolo, os vinhos brancos Roero foram apelidados como Barolo Bianco.

Fora da região de Roero, a casta Arneis – conhecida também como Bianchetto – dá origem a excelentes varietais, produzidos com as vinhas cultivadas nas colinas do Langhe e em Terre Alfieri, perto da província de Asti.

As vinhas da Arneis apresentam baixos rendimentos e não se adaptam com facilidade em regiões com climas quentes, onde dificilmente retém seus níveis de acidez natural. De acordo com o dialeto piemontês, o nome “Arneis” significa “pequeno malandro”, em referência ao seu difícil cultivo.

A sobrevivência da uva Arneis se deve aos esforços do prestigiado enólogo Alfredo Currado, descendente da família Vietti que produz alguns dos melhores e mais procurados vinhos Arneis em todo o mundo.

Vários motivos são apontados a respeito do declínio da dessa uva durante o século XX. Um deles é que o Piemonte sempre foi conhecido como lar de bons vinhos tintos, onde os exemplares brancos possuíam pouca notoriedade na região. Na época, as vinhas de Arneis foram cultivadas ao redor das de Nebbiolo, mas grande parte como forma de “proteção”, ou seja, a fragrância mais forte das uvas Arneis mantinham pássaros e insetos afastados das vinhas de Nebbiolo, enquanto na adega, a Arneis era utilizada para suavizar os robustos taninos dos vinhos Nebbiolo e Barbera. Atualmente, a casta recebe amplo prestígio em sua terra natal, dando origem a alguns dos melhores vinhos brancos italianos.