Somontano

Localizada no nordeste da Espanha, aos pés da Cordilheira dos Pirineus, a região de Somontano conta com mais de 440 hectares de vinhas cultivadas. Entre uvas brancas e tintas, prevalecem as de coloração escura, ocupando cerca de 75% dos vinhedos.

Com elevados índices pluviométricos, Somontano é conhecida internacionalmente pela capacidade de seus produtores em elaborar vinhos equilibrados com a marcante presença de aromas frutados. A altitude da região - entre 350 e 650 metros– beneficia as videiras com uma conveniente variação de temperatura ao longo do dia, alta enquanto ainda há luz do sol e baixa ao anoitecer, oferecendo às uvas um cenário ideal para que desenvolvam o equilíbrio entre açúcar e acidez. O nome da região referencia sua principal característica topográfica e quer dizer “sob as montanhas”.

Somontano é uma comunidade autônoma da região de Aragão, na Espanha, onde se cultivam mais de 15 variedades de uvas. Os vinhos elaborados nesta área são longevos e frescos, com aromas delicados e coloração intensa, evidenciando a dinamicidade de caráter dos exemplares produzidos na região. Além disso, Somontano tem um grande apelo turístico ligado à vinicultura local, que oferece não só as belas paisagens mas principalmente uma notável relevância histórica da comunidade produtora de vinhos.

Ainda que a região tenha ganhado o mundo do vinho recentemente, oficializando-se Denominação de Origem Espanhola em 1984, as primeiras documentações sobre a vinicultura em Somontano datam de 500 A.C..

Os tipos de uva tinta mais recorrentes na região são Merlot, Cabernet Sauvignon, Syrah, Tempranillo, Pinot Noir, Garnacha Tinta, Moristel e Parraleta, enquanto no caso das variedades brancas, que representam 25% do cultivo na região, as castas de maior destaque são Sauvignon Blanc, Riesling, Garnacha Blanca, Macabeo, Gewürztraminer e Alcañón.

Somontano dispõe de grande prestígio quando o assunto é inovação técnica vitivinícola. Essa renovação se deve à devastação dos vinhedos franceses pelo inseto filoxera, que impeliu os produtores da região espanhola a fundarem 'La Cooperativa Comarcal de Somontano' para suprir a demanda do mercado francês e finalmente se lançar ao mundo.