Yecla

Localizada no sul da Espanha, próxima da região de Murcia, a área vinícola de Yecla desperta a atenção do mundo por sua produção de vinhos que prezam pela ótima relação entre qualidade e preço. A uva símbolo de seus vinhedos e, consequentemente, de seus vinhos, é a cepa Monastrell, responsável por dar origem a vinhos tintos encorpados e frutados.

A região de Yecla possui clima e terroir únicos, característica elogiada pelo famoso crítico americano Robert Parker. Sua formação peculiar denota um alto grau de qualidade para os vinhos, sobretudo para os que traduzem as nuances da uva Monastrell, que atinge sua expressão máxima nesta região espanhola.

A extensão média de vinhedos de Yecla é de 6.500 hectares, em zonas privilegiadas pelo clima continental. A região possui verões curtos e marcados por temperaturas elevadas. Já os invernos, de maior duração, caracterizam-se pelas temperaturas amenas.

As estações são contrastantes e propiciam uma amplitude térmica interessante para as vinhas que se adaptam aos diferentes picos de temperaturas de Yecla. Tal característica oferece um caráter extremamente particular às cepas ali cultivadas.

O solo de cultivo da área espanhola também pode variar de um extremo a outro. No campo de baixo, um dos dois locais onde ocorre a plantação de uvas, a altitude é muito elevada, além do solo ser constituído de calcário. Já no campo de cima, a altitude é bem mais baixa e o solo é majoritariamente argiloso.

Apesar da uva tinta Monastrell ser a dona do maior prestígio na região de Yecla, outras castas podem ser encontradas nos vinhedos hispânicos, entre as quais, destacam-se as de coloração branca Sauvignon Blanc, Airén, Malvasia, Macabeo, Chardonnay e Moscatel e, no caso das variedades tintas, despontam as uvas Tempranillo, Syrah, Garnacha Tinta, Cabernet Sauvignon e Garnacha Tintorera.