Tipo de Uva

Utilize esta seção para encontrar vinhos produzidos com uma uva específica ou uma combinação de uvas, e também para ler mais sobre estas castas. Elas estão organizadas abaixo por ordem alfabética.

Algumas castas se tornaram realmente muito famosas, e produzem grandes vinhos em diversas regiões produtoras. É o caso da Cabernet Sauvignon, da Merlot, da Malbec, da Pinot Noir, da Syrah, da Sangiovese, da Nebbiolo, da Tempranillo e da Touriga Nacional entre os tintos, por exemplo, ou da Chardonnay, da Sauvignon Blanc e da Riesling entre os brancos.

Existem centenas ou talvez milhares de tipos de uva diferentes — as chamadas “castas” ou “cepas” que produzem vinhos nas mais diversas regiões. Muitas delas, como as citadas acima, se tornaram internacionalmente famosas, enquanto outras são típicas de uma região específica e intrinsicamente ligadas a este terroir de origem.

Vinhos varietais são aqueles que indicam claramente o nome da uva no rótulo. Por exemplo, o Alamos Malbec é um varietal, elaborado com a uva Malbec, enquanto o Châteauneuf-du-Pape não é. O conceito dos vinhos varietais surgiu no Novo Mundo. Como não havia regiões com uma longa tradição vinícola que se pudesse mostrar no rótulo — como indicação do que esperar daquele vinho — os produtores começaram a utilizar o nome das variedades utilizadas. A maioria dos varietais utiliza uma única uva, mas existem também cortes de duas ou mais variedades, como Shiraz/Cabernet, Cabernet Sauvignon/Merlot/Cabernet Franc ou Sémillon/Chardonnay.

Os varietais são uma parte muito importante da cultura de vinhos do Novo Mundo. No Velho Mundo, também existem diversos vinhos elaborados com uma única variedade (como é o caso dos Borgonhas), mas eles não são considerados varietais. Geralmente, na Europa os vinhos trazem o nome da denominação e não da variedade, mas hoje em dia também existem varietais europeus.

Muitos consumidores acham mais fácil escolher o vinho pelo nome da uva. No entanto, vinhos da mesma casta podem ser muito diferentes, dependendo do produtor e da região. Faça a experiência, provando às cegas vinhos de mesma uva, produzidos em locais diferentes.